Slobodan Milosevic é preso em Belgrado

Há 15 anos… dia 1º de abril de 2001.

“Готово је – Милошевић је ухапшен!”

“Acabou – Milosevic está preso!”. É o que está escrito aí em cima, no curioso alfabeto cirílico. Foi a manchete do Politika Ekspres, jornal de Belgrado que circulou de 1963 até 2005.

Sim, era verdade. Slobodan Milosevic, o ex-ditador de Sérvia e Iugoslávia, um dos grandes responsáveis pela maneira trágica com que a nação de Marechal Tito se desintegrou em sangrentos conflitos, tinha sido, finalmente, capturado.

Deposto do poder em outubro de 2000, por esmagadora pressão do povo da Iugoslávia, que o acusou de manipulação e fraude das eleições, Milosevic se escondeu, sumiu do mapa, pirulitou-se, como diria o velho Mussum. Iniciou-se, então, uma caçada da Justiça e da Polícia para encontrá-lo.

A busca terminou em 1º de abril de 2001.

“A justiça iugoslava ordenou ontem a prisão por 30 dias do ex-ditador Slobodan Milosevic, 59, detido nas primeiras horas do domingo, após um impasse de 36 horas, em sua casa, em Belgrado”, dizia a abertura da reportagem principal do caderno Mundo, da Folha, em 2 de abril de 2001.

O “impasse” a que se refere o jornal diz respeito à resistência de Milosevic em se entregar. Ele temia ser levado de Belgrado direto para Haia, na Holanda, onde o Tribunal Internacional de Justiça o colocaria no banco dos réus pelas incontáveis atrocidades cometidas durante o longo e fatídico processo de desintegração da Iugoslávia (Guerra da Bósnia, Guerra do Kosovo).

“A primeira tentativa de prisão de Milosevic ocorreu na sexta-feira, mas foi repelida à bala por sua guarda pessoal. Após 36 horas de negociações e cerco à casa do ex-ditador, ele se entregou. Segundo a mídia iugoslava, Milosevic tinha grande quantidade de armas dentro da casa e só se entregou após receber garantias de que não seria extraditado para ser julgado no Tribunal da ONU, em Haia”, continua a reportagem da Folha.

Correto: Milosevic não foi extraditado tão logo capturado pela polícia iugoslava. Isso aconteceu alguns meses depois.

E, em 3 de julho de 2001, ele, enfim, se sentou no banco dos réus do Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia (aliás, a foto que ilustra o post é desse dia!).

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Parte final do documentário “The Fall of Milosevic”:

Fontes e +MAIS:

Acervo Folha

– nytimes.com

news.bbc.co.uk

– edition.cnn.com

– cbc.ca

– telegraph.co.uk

– latimes.com

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.