Brasil é campeão do Sul-Americano de Futebol

Há 65 anos… dia 11 de maio de 1949.

Brasil é campeão do Sul-Americano de Futebol

“A seleção brasileira fechou com chave de ouro o XVI Campeonato Sul Americano de Futebol, vencendo ontem à noite, em São Januário, o magnífico conjunto do Paraguai. E a vitória foi de tal maneira límpida que não deixa dúvidas sôbre a superioridade técnica do conjunto nacional, embora o onze paraguaio tenha feito uma partida das melhores.”

(Engraçado adjetivar de “magnífico” um time que tomou de 7 a 0. E em uma final!)

Jornalismo à parte, foto e texto acima contam o que foi a decisão do Campeonato Sul-Americano de 1949, realizado no Brasil entre 3 de abril e 11 de maio, e vencido pela seleção sem maiores dificuldades. Com a ausência da Argentina, por causa de uma greve de jogadores, e a participação capenga do Uruguai, com um time formado por juvenis, o Brasil passeou.

Na disputa em turno único, a seleção comandada por Flávio Costa venceu 7 jogos e perdeu apenas 1. Estreou com goleada de 9 a 1 diante do Equador, em São Januário, massacrou a Bolívia por 10 a 1 no Pacaembu, venceu o Chile por 2 a 1, de novo no Pacaembu, passeou diante dos colombianos, 5 a 0, outra vez em São Paulo, bateu o Peru por 7 a 1, no estádio do Vasco, derrotou o Uruguai no Rio (5 a 1) e foi superado pelo Paraguai na sétima rodada, uma zebra em São Januário (2 a 1).

A derrota obrigou a disputa do jogo-desempate contra o Paraguai, no Rio de Janeiro, de novo na casa vascaína (em tempo: o Maracanã ainda estava sendo finalizado para a Copa). Empatadas com 12 pontos, as seleções mediriam forças três dias depois do triunfo inesperado dos paraguaios. Seria a confirmação da superioridade canarinho em casa ou a repetição de uma nova surpresa visitante.

Não houve surpresa. Em noite chuvosa, o escrete desfilou: 7 a 0, com três gols de Ademir, dois de Jair e dois de Tesourinha. Jair – hoje conhecido como Jair Rosa Pinto – foi o melhor jogador da seleção e do torneio, e também o artilheiro, com nove gols marcados.

Formado com a base do Vasco, o time da final contra o Paraguai teve seis jogadores que estariam entre os 11 no Maracanazo, um ano e dois meses depois: Barbosa, Augusto, Danilo, Zizinho, Ademir e Jair.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Fontes:

Wikipédia

Acervo Estadão

futpedia.globo.com

impedimento.org

Anúncios

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.