Memorial para John Lennon é aberto no Central Park

Há 30 anos… dia 9 de outubro de 1985.

Memorial para John Lennon é aberto no Central Park

“Se tivesse vivido na época do Império Romano, eu teria morado em Roma. Em que outro lugar? Hoje, os Estados Unidos são o Império Romano, e Nova York é a própria Roma”.

Com exceção de alguns períodos, como, por exemplo, os 18 meses em que ficou separado de Yoko, John viveu em Nova York de agosto de 1971 até o último suspiro de sua passagem pela Terra, em 8 de dezembro de 1980.

Ele abraçou a Big Apple, e a metrópole o abraçou – já Washington e Nixon, bem… Hoje, não seria nenhum absurdo afirmar que John morreu um new yorker, mais do que nasceu um liverpudlian.

E, desde a sua triste partida, a cidade que nunca dorme o reverencia e faz questão de lembrar da bonita conexão entre eles.

Três dias atrás, por exemplo, Yoko Ono organizou uma linda homenagem para marcar os 75 anos de seu eterno namorado, comemorados neste 9 de outubro. Juntou mais de 2 mil pessoas em um ensolarado Central Park e formou um enorme sinal da Paz. Maravilhoso!

Pois três décadas atrás, Yoko estava no mesmo Central Park para inaugurar o que se transformaria em um dos pontos turísticos mais visitados de Nova York. Ao lado do filho, Sean, que completava exatos 10 anos naquele dia, ela abriu o Memorial Strawberry Fields, uma grande área na entrada Oeste do parque, transformada em um lindo jardim, um lugar para meditação e um espaço para lembrar John Lennon.

“O jardim é resultado de todos nós sonhando juntos. É nossa maneira de pegar uma triste canção e torná-la melhor”, disse Yoko, para milhares de presentes, parafraseando um verso de “Hey Jude”.

O memorial fica de frente para a entrada do Edifício Dakota, onde ela e John viveram por muito tempo. Onde ele foi tragicamente assassinado por Mark Chapman. Coincidentemente, o casal teve várias histórias exatamente naquela área do Central Park, um local que era praticamente o quintal de sua casa.

Foi ali que eles fizeram a última caminhada juntos.

Foi ali, também, que gravaram o clipe de “Woman”, do álbum Double Fantasy.

“Uma semana antes da morte de John, a gente gravou o clipe, e nos filmamos ali. Até conversamos: ‘que lugar triste’. Era muito abandonado, pouco cuidado. Eu disse: ‘bem, vamos doar alguma grama ou algo?’ John falou: ‘claro, é uma ótima ideia’. Claro, eu não sabia que se transformaria em algo assim, naquela época”, contou a viúva de John, em entrevista para a New Yorker, em 1993.

Idealizado por Yoko em parceria do paisagista Bruce Kelly e do Central Park Conservancy, Strawberry Fields conta com um lindo mosaico em preto-e-branco feito por artesãos italianos, um presente da cidade de Nápoles. Uma espécie de mandala, com a palavra IMAGINE no centro.

Todos os anos, seja no aniversário de nascimento ou da morte, fãs se reúnem em Strawberry Fields para prestar justíssima e emocionante homenagem a John Lennon.

And the world will live as one…

Clipe de “Woman”:

Fontes e +MAIS:

Wikipedia

– ultimateclassicrock.com

beatlesbible.com

imaginepeace.com

– centralparknyc.org

– nycgovparks.org

nytimes.com

Anúncios

Um comentário sobre “Memorial para John Lennon é aberto no Central Park

  1. Muita saudade. Saudade eterna de você, John. Visitei seu monumento em abril desse ano, como também o Edifício Dakota o que me foi motivo de grande emoção,

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s