O único encontro entre os Beatles e Elvis Presley

Há 50 anos… dia 27 de agosto de 1965.

O único encontro entre os Beatles e Elvis Presley

Não há registro fotográfico, tampouco em vídeo. Alguns anos depois, surgiram fotos meio clandestinas, como esta aí em cima. No carro, os Fab Four, indo embora. Ao fundo, de camisa vermelha e casaco preto, The King, se despedindo.

Meio século atrás, em Bel Air, Los Angeles, aconteceu o primeiro e único encontro entre os Beatles e Elvis Presley. Um rendez-vous meio esquisito, porém, histórico, claro. É o Rei do Rock e os Beatles, oras!

O relógio marcava 11 da noite quando os quatro chegaram à mansão. O clima entre eles era um misto de excitação, tensão e alegria. Aquela alegria que eles andavam curtindo ultimamente, de “dar umas risadas”, se é que você me entende?

Cada um à sua maneira, todos, sem exceção, revelam o sentimento de absoluta adoração por Elvis, como se pode ver no vídeo abaixo.

A recepção do anfitrião foi em uma grande sala. Sentado no sofá e cercado de um pessoal meio mal encarado – que George Harrison chamaria de “máfia de Memphis” -, o Rei tocava um baixo Fender enquanto assistia televisão sem som, em um aparelho enorme.

Tímidos, os quatro rapazes de Liverpool estavam sem jeito de trocar alguma palavra com Elvis. Mestre, o dono da casa começou a quebrar o gelo: “Se vocês ficarem aí sentados só olhando pra mim a noite toda, eu vou pra cama!”.

John, então, desembestou a fazer perguntas e dessa vez foi Elvis quem amuou. Como lembra o assessor da banda, Tony Barrow, o encontro ainda estava morno. Faltava alguma coisa. Música!

O Rei pediu algumas guitarras, logo acomodadas em John, Paul e George. Sem instrumento, Ringo improvisou a bateria nos móveis próximos a ele. Elvis e Paul travaram um irreverente diálogo sobre o baixo. “Cá entre nós, eu e Brian Epstein (empresário do grupo) faremos de você uma estrela rapidamente”, disse o Beatle, brincando.

Barrow lembra que eles tocaram algumas músicas, “I Feel Fine”, por exemplo, mas o curioso é que somente John se recorda de ter feito uma jam com o Rei…

O encontro teve ainda a aparição de Mrs. Presley, Priscila, em um modelito rosa, partidas de bilhar com o pessoal da máfia e outras cositas más. Três horas depois, os Beatles deixaram a casa, levando presentinhos dados pelo Coronel Tom Parker.

Várias lendas cercam o histórico encontro. Uma delas dá conta que, na manhã seguinte, um membro do estafe de Elvis encontrou os Beatles e John pediu para que ele passasse a mensagem ao Rei: “Não tive coragem de falar a ele, mas você vê essas costeletas? Eu quase fui expulso da escola por tentar parecer com ele. Diga a Elvis que se não fosse por ele, eu não estaria aqui.”

Histórico.

Em um futuro não muito distante, Elvis se sentiria ameaçado pelos Beatles. Uma maneira de admitir que também os admirava. Tanto que gravaria várias músicas deles.

Mas essa história fica pra outro dia… Porque todo dia é histórico.

Beatles relembram encontro com Elvis:

Fontes:

– beatlesbible.com

– ultimateclassicrock.com

– bbc.com

– theguardian.com

elvis.com.au

– latimes.com

Fala!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.